REMODELANDO A MINHA CASA – Parte 1

 

(Mensagem ministrada pelo Pr. Tércio em 22/11/2015)

TEXTO: Josué 24.1-27

Observando os programas de reconstrução de casas, é incrível vermos o que eles fazem num curtos espaço de tempo. Eles são capazes de transformar as piores casas de um bairro em belas residências. Apesar de pensarmos, muitas vezes, que que essa tarefa não será realizada, eles nos mostram que TODA CASA, POR PIOR QUE ESTEJA, PODE SER COMPLETAMENTE REMODELADA. Nem sempre todos gostarão do resultado: no início, alguns estranharão, e outros, que conheciam como era antes, também estranharão. Independente disso, é importante entender que, por vezes, é preciso remodelar a nossa casa, mudar as coisas de lugar. Jogar fora certos maus hábitos, pecados, lixos, e ainda que a mudança, a princípio, gere desconforto, ela é necessária.

Mas o que é preciso para remodelar a minha casa?

ANALISE A SITUAÇÃO EM QUE A SUA CASA SE ENCONTRA.

A primeira coisa que um programa de reforma faz é examinar a casa que será reconstruída e apresentar a situação em que ela se encontra. A medida que a analisam chegam a uma clara conclusão de que a reconstrução é necessária. Muitos de nós nos tornamos especialistas em construir casas, prédios, mas precisamos nos dedicar e intencionalmente edificar famílias sólidas…e Jesus é o centro, a pedra angular. O primeiro passo é olhar com integridade para a sua família e admitir a condição de caos que ela pode estar, por mais que por fora pareça bonita.

2. RELEMBRE O QUE DEUS JÁ FEZ POR VOCÊ E SUA FAMÍLIA (Josué 24.1-5)

Por que Josué passou tanto tempo relembrando e recontando a história do passado? Para refocalizar o coração do povo em Deus. Só Ele podia mudar a condição das suas casas. O fato é que quando estamos com uma vida boa, estruturada, segura, é fácil esquecer de Deus. Leia a exortação de Deus que está em Deuteronomio 8:10-20

Será que já não nos esquecemos de Deus e de tudo o que Ele fez e continua a fazer em nosso favor. A nossa cultura tem nos mantido focados em tantas coisas; estamos tão ocupados que já não temos tempo para pensarmos no que Deus tem feito por nós. A nossa cultura consumista tem nos empurrado para muitas outras coisas e para longe de Deus. Resultado é que não nos lembramos de Deus ou do que Ele tem feito por nós.

Perdemos nossa ligação pessoal com Deus. As famílias estão feridas e necessitam da mão poderosa de Deus para o novo…DERRUBAR E LEVANTAR NOVAMENTE. Ele é o Deus criador do céus e da terra, que dividiu o mar vermelho, que deu visão ao cego e levantou Lázaro dos mortos. Se Ele pode fazer tudo isso, certamente irá mudar o destino da sua vida, da sua casa, da sua família.

Você se esqueceu de Deus? Ler Isaías 43.

Você pode lembrar de algo especial que Deus já fez no passado para sua família?

3. ESCOLHA DAR O START NA REMODELAGEM POR VOCÊ (Josué 24.13-18)

Você e sua FAMÍLIA precisam fazer uma escolha. Servir aos deuses deste século (materialismo, dinheiro, vida acelerada, acúmulos, correr atrás do vento). Esses deuses nos colocam numa esteira que fazem com que você apenas passe pela vida. Pergunto: para onde as esteiras estão levando você? Amar e Servir ao Único e Verdadeiro Deus: Jesus! Esse bom Deus, que criou você, o conhece melhor do que qualquer pessoa, inclusive você mesmo, Ele tem planos para o seu bem e não para o seu mal e pretende que você e a sua família tenha um futuro cheio de esperança.

Se quisermos que nossos filhos tenham um relacionamento de amor com Deus, uma fé que influencie as decisões da sua vida e os caminhos futuros que vão escolher, EU preciso PRIMEIRAMENTE, ter uma fé que influencie as nossas decisões como família e a vida que vivemos.

4. PERSISTA E NÃO DESISTA PELO CAMINHO. (Josué 24.25-27)

Precisaremos de ajuda para continuarmos fiéis a essa decisão de colocar Deus dentro de nossas vidas, mudar as coisas de lugar, derrubar e construir tudo de novo, tirar o velho e trazer o novo para dentro da nossa casa…REMODELAR! Saiba que há um inimigo (satanás) que tentará de todas as formas atingir a sua casa e derrubar…ele é mal e seu papel é matar, roubar e destruir. NÃO DESISTA…PERSISTA! Valerá a pena.

Coloque na sua própria casa, pedras de testemunhas: são versículos e objetos que lembram a aliança com Deus e de Deus com sua família; são promessas que estão na bíblia.

Crie uma rede de apoio para você e sua família, para que vocês não desistam no caminho: a igreja tem vários ambientes para isso – CR, célula, discipulado, parceiros de corrida, etc. Mas lembre-se: o papel da igreja é ser uma parceira permanente, mas não substituta. Queremos apoiar você a fazer da sua família o principal lugar onde a fé é alimentada e Deus é conhecido.

PR. SHANE | IMPÉRIO PESSOAL OU IMPACTO NA ETERNIDADE?

a-comitiva-do-anel

(Mensagem ministrada pelo Pr. Shane em 15/11/2015)

“Eu sou (coloque o teu nome) , e, cada dia, com cada decisão, estou

construindo um império pessoal ou um impacto na eternidade”.

MISSÃO IBMS – Amar, cuidar e multiplicar discípulos de Jesus.

Mas como posso saber qual a missão para a minha vida?

Teste do “Ele” ou “Eu” – Leia o texto de Isaías 14:13-14 e veja quantas vezes

o “Eu” aparece neste texto:

Você que dizia no seu coração: “Subirei aos céus; erguerei o meu trono

acima das estrelas de Deus; eu me assentarei no monte da assembleia, no

ponto mais elevado do monte santo. Subirei mais alto que as mais altas

nuvens; serei como o Altíssimo”.

Eis as resoluções de uma pessoa que possui este coração: “Farei minhas

próprias decisões; é meu tempo, meu dinheiro e minha escolha. Na igreja,

serei servido. Quem é você para me dizer que terei que discipular ou abrir

minha casa para amar? Enfim, sou meu próprio chefe; aceito sugestões, mas não serei mandado por ninguém.”

Agora leia o Salmo 97:9-12 e compare a atitude do coração do salmista com a atitude vista anteriormente:

Pois tu, Senhor, és o Altíssimo sobre toda a terra! És exaltado muito acima de todos os deuses! Odeiem o mal, vocês que amam o Senhor, pois ele protege a vida dos seus fiéis e os livra das mãos dos ímpios. A luz nasce sobre o justo e a alegria sobre os retos de coração. Alegrem-se no Senhor, justos, louvem o seu santo nome.

Este era o coração que transparecia nesta oração: Deus, é tu quem manda. Meu tempo e dinheiro são seus. Só me conduza pelo Seu Espírito e obedecerei. Você é meu protetor, por isso não temerei missão alguma. Vou amar e cuidar no mundo inteiro, começando na minha casa. Vou trazer glória ao Teu nome, encontrando minha alegria e satisfação em Ti.

Diante destas considerações, qual a missão que você vive?

Leia Apocalipse 7:9-10 e veja qual o futuro que devemos almejar para as nossas vidas.

VISÃO IBMS – Seremos reconhecidos como uma igreja apaixonada por Jesus, onde o amor não para.

Leia os seguintes textos, identificando a sua missão em cada um deles: Mateus 5:16; Atos 4:31; Efésios 3:20-21; Mateus 22:37-39; I João 4:19-21; Mateus 5:43-45; Atos 1:8.

 

E DAÍ?

 

1) Deus, compreendo que até hoje tenho buscado construir um império

pessoal. Me arrependo e quero assumir meu lugar na Sua missão.

2) Deus, preciso sonhar com o futuro que você sonhou, Sua visão

conduzirá meus passos diariamente, sem desviar, sem trégua.

“Eu sou (coloque o teu nome) , e, cada dia, com cada decisão, estou

construindo um império pessoal ou um impacto na eternidade”

O ALCANCE E AS DIMENSÕES DO PODER DO AMOR DE JESUS

(Mensagem ministrada pelo Pr. Tércio em 08/11/2015)

Texto-base: João 5.1-18

Quando todos, em todo o tempo, vivem e proclamam a missão de fazer discípulos, a restauração atinge o ser, o ter e o viver. Em Mt 9.12, Jesus disse que “os sãos não precisam de médico, e sim, os doentes.” Esta foi a resposta de Jesus aos religiosos que o censuravam pelo seu envolvimento com gente da sociedade que eram rejeitados pelos religiosos, os PUBLICANOS E PECADORES, ou seja, os SOCIALMENTE DOENTES, desprezados e marginalizados pela liderança religiosa dos judeus.

Ele então, não satisfeito, completa: “Ide, porém, e aprendei o que  significa: Misericórdia quero e não holocausto; pois não vim chamar os justos, e sim, os pecadores ao arrependimento.” Vs.13

 

Jesus é o verdadeiro médico para pessoas doentes: “Ele é o que perdoa todas as tuas iniquidades, que sara todas as tuas enfermidades.” Sl 103.3

 

Quando a missão se traduz em levar cura aos doentes, logo somos induzidos a pensar em CURA FÍSICA OU EMOCIONAL; ainda assim, restringimos a missão de curar ao universo congregacional, eclesiástico, (dentro de um auditório e em prol dos que lá estiverem), e geralmente focado em uma pessoa a quem se atribui poderes sobrenaturais.

Contudo, os milagres operados por Jesus eram em qualquer momento e lugar, e demonstram que a enfermidade afeta mais do que o corpo humano; ela atinge a família, a comunidade, o meio ambiente, as relações sociais, o governo. A nossa missão, espelhada no exemplo de Cristo, deve considerar uma sociedade enferma  e um evangelho que é capaz de atingir todas as áreas da vida marcadas pela desobediência, em todos os lugares desta cidade.

Se temos, na pessoa de Cristo, a restauração INTEGRAL, de todas as coisas, se somos portadores da mensagem poderosa do amor transformador e poderoso de Cristo, qual seria o nosso desafio? Sendo Jesus o médico dos médicos, para todo tipo de enfermidade, então, temos que admitir, pelo menos, três coisas:

 

RECONHECER A METÁSTASE, física, emocional, intelectual  e espiritual em que a nossa sociedade se encontra. Não estamos reconhecendo o estado grave do paciente, tampouco a real doença do mesmo.

 

ADMITIR NOSSA CUMPLICIDADE no adoecimento da sociedade.

 

CRER, TOMAR POSSE E ESPALHAR (pulverizar) o único remédio disponível a todos, em todo lugar e a todo tempo: JESUS! Único capaz de promover cura, restauração e renovação do ser integral.

O Brasil está enfermo, o RS está enfermo, Porto Alegre está enfermo, as pessoas estão enfermas. As instituições, incluindo as religiões, estão adoecidas, prostituídas. A classe política infectada pela corrupção. Por isso, a igreja precisa estender as suas mãos e espalhar o amor de Cristo, porque o Evangelho é o poder de Deus para a cura e salvação de todo homem. O Evangelho é a boa notícia da graça e do perdão oferecido gratuitamente por Jesus a todos aqueles que reconhecem sua condição miserável de pecadores e que foram infectados no corpo, na emoção e na mente por esse vírus. A Igreja de Jesus não pode continuar vivendo ou pregando um evangelho diluído ou poluído – sem poder e sem Palavra. A igreja de Jesus não pode apresentar um evangelho parcial e deformado, cheio de holocausto, mas sem misericórdia. (Is 1.10-17; Amós 5.5,7,11,12,15,21-24; 7.4,5). O poder do amor de Jesus alcança, cura e restaura o homem em todas as dimensões. Precisamos achar um jeito prático de vivenciar isso fora das quatro paredes e dos espetáculos das celebrações de domingos, em nossas casas, nas nossas células, nas ruas da nossa cidade, nos cafés. O verbo, Jesus, se fez carne para reverter este estado calamitoso de enfermidade. A reversão depende da compreensão das dimensões da CURA DIVINA a partir de um DIAGNÓSTICO HONESTO, do reconhecimento da existência de um MÉDICO CAPAZ e de uma CURA INTEGRAL, PLENA E DEFINITIVA.

I – DIAGNÓSTICO DO ENFERMO – PARALÍTICO vs 1-5

  1. A) FISICAMENTE (enfermo há 38 anos). Vs 5

UM HOMEM ENFERMO HÁ 38 ANOS  – pelo resultado da cura, sabemos que este homem é um paralítico, impossibilitado de andar como consequência do seu próprio pecado.

 

  1. B) SOCIALMENTE ele era um paralítico também. (Desprezado e desprovido) vs.3. Este homem não contava com ajuda de amigos ou familiares, conforme vs. 7. Ele não tinha capacidade própria para superar o obstáculo do tempo de descida ao tanque por ocasião do agito das águas.

 

  1. C) ESPIRITUALMENTE (vítima do seu próprio pecado e da religiosidade mística e legalista). PARALISIA MÍSTICA. A miséria daquele homem, fruto do seu próprio pecado e ignorância, levava-o a colocar toda a sua esperança num momento de cura esporádica. A PARALISIA RELIGIOSA. 10 “HOJE É SÁBADO” – enquanto isso, a religião estabelecida, oficializada, não tinha espaço para o homem e a sua aflição, ela cuidava apenas das regras.

Até aqui prevaleceu a PARALISIA, quando entra o médico dos médicos.

 

II – O MÉDICO DOS MÉDICOS vs.1,7,8

 

O verbo se fez carne e habitou entre nós. Ou seja, Ele veio onde nós estávamos, Ele mostrou uma misericórdia sem precedentes, cumprindo o que a Palavra diz: “Misericórdia quero e não sacrifícios, e conhecimento de Deus mais do que holocausto.”Os. 6.6

III- A CURA PLENA

FÍSICA (andando) vs.9 – imediatamente o homem se viu curado.

SOCIAL (carregando a sua cama) – carregava o seu leito e respondia às indagações.

ESPIRITUAL (adornado/reconhecendo e testificando sobre Jesus) – consciente de que era Jesus, agora testifica a seu respeito.

Deus está nos curando e nos chamando para sermos uma igreja viva neste Estado, cheia do Espírito Santo, levando esperança através do poder do amor de Jesus, capaz de alcançar os confins e restaurar a vida de qualquer paralítico em todas as dimensões.

MULHERES COM UMA MISSÃO – PR. RANULFO

(Mensagem ministrada pelo Pr. Ranulfo em 01/11/2015)

MULHERES COM UMA MISSÃO

Texto-base: Êxodo 1:15-22;2:1-10

Deus, ao longo da história da humanidade, tem levantado homens e mulheres para

salvar vidas, para a Sua glória. A narrativa de Êxodo nos apresenta três destas mulheres,

que foram ousadas e destemidas quando o que estava em jogo era a vida de uma pessoa,

sendo uma delas a própria mãe do menino, Moisés, o libertador da Israel. O texto nos fala

sobre duas parteiras hebréias, que viviam no Egito debaixo do jugo opressor de Faraó, Sifrá

e Puá, mas que tinham seus corações prostrados para servir e obedecer a um único Deus, o

autor da vida. Estas mulheres receberam uma ordem expressa de Faraó para que elas

matassem todos os meninos que nascessem entre os hebreus. Faraó estava determinando o

destino de todas as crianças do sexo masculino nascidas dentre o povo de Israel, como se

ele pudesse decidir pela vida ou morte de uma pessoa, direito este que pertence a Deus,

como doador original da vida. Todavia, as parteiras temeram a Deus e não obedeceram as

ordens de Faraó, deixando viver os meninos, inclusive Moisés, que viria a ser o libertador de

Israel. Deus usa estas duas mulheres para proteger aquilo que é mais precioso para um ser

humano, que é a sua própria vida (Salmos 139:13-18).

O que podemos aprender com a postura destas duas mulheres?

1) Submissão a Deus

A Palavra de Deus nos ensina acerca da submissão em vários contextos da nossa

vida – submissão às autoridades, por exemplo (Romanos 13:1-2). Entretanto, estas

mulheres tinham a clareza de que a maior autoridade sobre a vida delas era a autoridade

divina. Diante do conflito entre a ordem de uma autoridade terrena, e a lei maior

estabelecida por Deus sobre a preservação da vida, elas escolheram seguir a ordem dada

2) Testemunhas em meio a opressão e pressão

Ao longo da história, muitos tiranos se levantaram contra o direito à vida (além da

Faraó, Herodes, Hitler, governantes da China). Todavia, Deus tem levantado homens e

mulheres que, diante de contextos semelhantes, se colocam contra estes propósitos, e

engajam-se num exército que tem como missão defender à vida, garantindo a estas

crianças o direito ao seu maior bem, a vida dada por Deus.

1

3) O temor vem antes da coragem

Temor não é ter medo de Deus, mas é saber que Ele existe e é soberano, justo, e

juiz de todas as coisas. E que nada foge aos seus olhos. O temor a Deus não consiste

somente naquilo que não devemos fazer, mas naquilo que devemos fazer. O temor vem

antes da coragem para fazer o que é certo.

4) Coragem espiritual

A última lição nos é dada por Joquebede, mãe de Moisés, uma mulher com a missão

de salvar seu filho. Ela teve coragem de esconder seu filho por três meses, contra às ordens

de Faraó, obedecendo a Deus para concretização de um plano maior. A coragem espiritual

vem junto com um plano, e Joquebede teve sensibilidade e sabedoria para entender e

executar este plano (Tiago 3:15,17).

 A vida não é um acidente, mas faz parte de um plano divino;

 A falta de submissão a Deus pode nos cegar, mas somos restaurados pela Sua graça e misericórdia.

 O temor do Senhor nos conduz a Sua sabedoria e coragem espiritual.