Série FAMÍLIA | SALVANDO A FAMÍLIA POR MEIO DE UMA PERDA GRANDE (ou por meio do perdão) | Pr Tércio | 15.10.17

Série FAMILIA – Parte 3 de 5

SALVANDO A FAMÍLIA POR MEIO DE UMA PERDA GRANDE (ou por meio do perdão)
(Mensagem ministrada pelo Pr. Tércio em 15/10/17)

Romanos 12:7-21 / Mateus 6:9-13

Estamos no meio da nossa serie Família e não poderíamos deixar de falar da perda que precisamos sofrer para salvar o nosso lar. Você espera salvar o seu relacionamento com o seu marido, com a sua esposa, com o seu pai, mãe, filho, filha, irmão, irmã amigo, sogro, sogra, genro, nora, vô, avó… sem abrir mão dos seus direitos, sem sofrer perda? Impossível! Deus quer libertar você por meio do perdão, restaurar você e sua casa de toda dor, ressentimento e trazer vida novamente.

Parece uma incoerência, salvar a família por meio da perda. Mas, a razão pela qual é muito difícil perdoar, é porque perdoar representa, na prática, sofrer uma grande perda, abrir mão de algo que para nós tem muito valor, seja emocional, financeiro, profissional, posicional.

 

QUAL O CAMINHO PARA O PERDÃO?

 

  1. COMECE ABRINDO MÃO DA SUA VINGANÇA

Para restaurar a unidade da família, dos relacionamentos, precisO abrir mão de se vingar. O princÍpio aqui é que preciso aprender a sair do lugar de juiz. Reconhecemos Jesus como Salvador, Rei, Dono, Senhor, mas muitos de nós não reconhecemos Jesus como nosso ADVOGADO, como aquele que vai defender nossa causa com justiça, porque não abrimos mão de advogar as nossas injustiças e queremos lidar com as nossas próprias mãos. Estou disposto a reconhecer e conhecer Jesus como o meu advogado?

 

  1. PERDOAR NÃO É ESQUECER

Antes, é lembrar, enfrentar a dor da mágoa e  liberar a dívida, superando-a e optando por não se alimentar do ressentimento.

  1. B) PERDOAR É A ECOLOGIA DA ALMA. (o perdão é uma usina de reciclagem)

Relacionamentos acumulam detritos, subprodutos e dejetos que, se não forem retirados pelo perdão, se acumulam. A falta de perdão, bloqueia, trava, entope os relacionamentos. Perdoar é retirar esse lixo da alma. Quem não perdoa adoece, se torna amargo, triste, critico, frio, insensível, tudo contrário ao que Deus nos fez para sermos.

  1. C) PERDOAR É OBEDECER

O perdão é um ato de obediência a Deus. No Novo Testamento, o perdão é colocado como mandamento, é uma ordem, está no imperativo. Quando não perdoamos, estamos, como discípulos de Jesus, no caminho da desobediência. Perdoar não depende da emoção, da vontade nem do intelecto.

POR QUE É TÃO DIFÍCIL PERDOAR?

– PORQUE AO PERDOAR, TEMOS QUE ABRIR MÃO DO SENSO DE JUSTIÇA.

            Não é abrir mão da justiça, mas de fazer justiça com as suas mãos.

– PORQUE ESTAMOS DESCONECTADOS DA FONTE: JESUS!

            Não conseguimos perdoar sem Deus porque Ele é a fonte do amor.

QUAIS OS BENEFÍCIOS DO PERDÃO?

O que nos está disponível pela fé (Mateus 6:9-15):

– o Reino de Deus
– a vontade de Deus
– o sustento diário
– força para não cair em tentação
– livramento do mal

  1. O PERDÃO LIBERA TUDO O QUE O PAI TEM GUARDADO PRA MIM.
  2. O PERDÃO ME LIVRA DA AMARGURA.
  3. O PERDÃO EQUILIBRA EM MIM, EXIGÊNCIAS E EXPECTATIVAS IDEALIZADORAS.
  4. O PERDÃO TRANSFORMA UM INIMIGO EM AMIGO.

 

PERGUNTA DA SEMANA

Você está disposto a sofrer uma grande perda para salvar sua família?

 

“Quem quiser salvar a sua vida, perderá;  mas quem perder a sua vida

por minha causa e pelo evangelho, a  salvará.” Marcos 8:35

 

” Quem tenta conservar a sua vida a perderá, e

quem perder a sua vida a preservará”. Lucas 17:33

Série FAMÍLIA | ARREPENDIMENTO: O CAMINHO PARA A BENÇÃO SOBRE VOCÊ E SUA FAMÍLIA | Pr Tércio | 08.10.17

Série FAMÍLIA – Parte 2 de 5

ARREPENDIMENTO: O CAMINHO PARA A BENÇÃO SOBRE VOCÊ E SUA FAMÍLIA

(Mensagem ministrada pelo Pr. Tércio em 08/10/17)

Jeremias 2:1-37

Deus havia escolhido o povo de Israel  para expressar a Sua Glória, o Seu Poder, a Sua majestade e o Seu amor para as outras nações. Israel, povo amado de Deus, que presenciou tantos milagres, manifestações sobrenaturais do amor e cuidado de Deus, em certo momento decide negar, rejeitar e abandonar completamente a Deus, e as consequências começam a cair sobre a vida deles. Deus então levanta o profeta Jeremias com a dura missão de profetizar a ira de Deus sobre eles e o iminente cativeiro sob o qual eles seriam submetidos pelo abandono e desprezo a deus e aos seus mandamentos. O Deus de amor, gracioso e misericordioso, se cansa da obstinação do Seu próprio povo e decide não apenas permitir, mas colocar a Sua forte mão sobre eles para que percebam que as suas escolhas estão destruindo a si mesmos, seus casamentos e a sua descendência. O desejo profundo de Deus era e sempre será, continuar abençoando o Seu povo, mas para isso Israel precisava voltar-se para Ele, arrependendo-se dos seus maus caminhos.

Da mesma forma que o povo de Israel sofreu, podemos estar sofrendo e trazendo danos para nossas vidas, das nossas famílias, dos nossos filhos, sem perceber que isso tudo pode ser fruto da nossa desobediência, arrogância e abandono a Deus.

POR ONDE COMEÇOU O DECLÍNIO,  A MALDIÇÃO, A DOR SOBRE O POVO DE ISRAEL E SUAS FAMÍLIAS?

  1. A) Quando acharam que Deus não estava dando conta de resolver os seus problemas. (Jr 2:5)

Talvez você esteja já há tempo achando que Deus está em falta com você e com a sua família: Deus errou, Deus não fez , Deus não está olhando para mim, Deus não me ama e não se importa com a minha família e as nossas necessidades batalhas e necessidades, então eu vou resolver. Cuidado para não cair nessa mentira diabólica. É a mesma estratégia do Éden quando o Diabo quis levar Adão e Eva a acreditarem que Deus estava em falta com eles.

  1. B) Quando trocaram a Fonte onde iriam saciar as suas necessidades como pessoas e famílias. (Jr 2:13-19)

Como viver sem beber água pura da Fonte? Deus mostra as consequências que podem vir sobre nós quando O deixamos: escravidão (Jr 2:14), destruição (Jr 2:15) e humilhação (Jr 2:16). No processo da sua restauração você precisa sair da negação e admitir que é responsável pelo ponto que chegou com a sua vida e a sua família!

POR QUEM OU PELO QUE O POVO DE ISRAEL TROCOU DEUS EM BUSCA DE SACIAR A SUA SEDE?

– O POÇO DA IMORALIDADE (Jr 2:20; 23,24)

Em nome da “liberdade” (falsa liberdade), a imoralidade está presente em muitas famílias brasileiras hoje, na forma de perversão do sexo, da infidelidade, prostituição, pornografia…

HOMENS – Provérbios 6:20-35

MULHERES – Provérbios 7:1-27

 

– O POÇO DA IDOLATRIA (Jr 2:25-29)

A Idolatria esfola os nossos pés (corremos de um lado para outro e não encontramos um deus que possa salvar a minha vida e da minha família… só Jesus pode!) e nos deixa de garganta seca (só Jesus pode saciar a sua sede, Ele é a fonte de água viva… e quem Dele bebe jamais terá sede). Salmo 115

 

– O POÇO DA AUTOIDOLATRIA (Jr 2:31)

É quando Fazemos de nós mesmos a nossa própria resposta. Provérbios 3:5-8

MAS DEUS É UM DEUS DE AMOR, PERDÃO E GRAÇA, QUE AMA O SEU POVO E A FAMÍLIA É UM PROJETO LINDO DELE! Deus afirma que jamais seremos amados por outra Fonte que não seja Ele! Somos especiais para Ele (Jr 2:21).

 

O QUE FAZER ENTÃO?

Reveja o seu procedimento no vale e considere o que você tem feito. (Jr 2:21-23a)

 

PERGUNTA DA SEMANA

Você tem levado a séria sua mudança de rumo? (Jr 2:36a)

 

OS ESBOÇOS E VIDEOS DAS MENSAGENS DA SÉRIE MEMORIAL

ESTÃO DISPONÍVEIS EM NOSSO SITE E CANAIS DIGITAIS:

http://www.igrejabatista.org.br/recursos

facebook.com/igrejabatista.montserrat

youtube.com/ibmsvideo

Série FAMÍLIA | FAZENDO DO SEU LAR UM TABERNÁCULO | Pr Tércio | 01.10.17

Série FAMILIA – Parte 1 de 5

FAZENDO DO SEU LAR UM TABERNÁCULO

(Mensagem ministrada pelo Pr. Tércio em 01/10/17)

Hebreus 9:3,4

Durante o mês de Outubro vamos vivenciar esta nova série dentro de nosso ano Memorial. Deus nos entregou recursos pra que possamos não apenas ser uma família vitoriosa, mas para revelar Sua presença de tal forma que a sociedade perceba Deus a partir da nossa família. E vamos começar a partir do olhar sobre o Tabernáculo, uma tenda que Deus mandou o povo de Israel construir no meio do deserto, para ser a habitação de Deus, simbolizado pela Arca da Aliança. Dentro dela estavam as duas tábuas da Lei, o maná e a vara. (Precisamos lembrar que o Antigo Testamento aponta para o Novo Testamento e, assim sendo, o Tabernáculo, a Arca e os objetos dentro dela eram sombras do que haveria de acontecer com a vinda de Jesus e com aqueles que cressem Nele. Ou seja, o Tabernáculo era uma representação do que seríamos eu e você – João 1:14; João 14:23; Efésios 1:13,14; 2 Coríntios 1:21,22). Deus Tabernaculou em nós e agora, na nova Aliança, as INSTRUÇÕES, o MANÁ e a VARA fazem parte da nossa herança espiritual (Hebreus 8:10).

  1. AS INSTRUÇÕES (tábuas da Lei): São os valores, os princípios do Reino de Deus. Tudo que você vê como regra, Deus entrega à humanidade como um presente de como viver um vida que O agrade mas também, para construir uma família com uma base forte, que não vai desabar na tempestade, cujo amor vai prevalecer. Muito do que estamos passando tem a ver com a falta, a distorção ou mudança dos valores que Deus estabeleceu para família. Chega um momento que preciso decidir quem vai ditar os valores da minha família. E as consequências desta escolha afetam além de minha geração (Deuteronômio 30:19-20).

Alguns exemplos desta distorção dos princípios do Reino:

– Fidelidade no casamento: Deus planejou a fidelidade para a relação de um casamento.

– Liderança no lar: Deus estabeleceu igualdade de valor na família com papéis diferentes, mas cabe ao homem a responsabilidade de liderar, em amor sacrificial, sua família.

– O relacionamento família na origem, no Gênesis, envolve um homem e uma mulher – pessoas de gêneros diferentes. (isso não tem a ver com preconceito, mas com propósito Divino)

– O sexo é algo lindo e especial, criado por Deus para procriação e para a satisfação, o prazer, para   ser desfrutado entre o homem e uma mulher, como uma expressão de amor, dentro da aliança do casamento.

A obediência a estes princípios também trazem consequências (Deuteronômio 28:1-6; 15-19)

Você tem vivenciado os valores do Reino na sua família?

  1. O MANÁ (a provisão): O Maná foi o pão diário que o povo de Israel todos os dias recebeu de Deus no deserto. Literalmente, ele caia do céu. Era suprimento, amor e cuidado direto do céu. O maná representa a Provisão Divina.A maneira que Deus decidiu conduzir o seu povo foi ensinando sobre a dependência Nele. Minha família é chamada por Deus para depender dele diariamente (Êxodo 16:1-36). Quando você convida Deus para ser o Senhor da Sua vida, da sua família, Ele está lhe garantindo que vai cuidar de toda sua família e que todos os dias da semana ele irá suprir as suas necessidades de pão.

Você crê nesta provisão diária?

  1. A VARA (os milagres): A presença de Deus no meio do povo de Israel representou, pela vara de Aarão, que o Deus que os havia tirado do Egito para levá-los para a terra prometida era o Deus que faria proezas, maravilhas, milagres. É o sinal de um Deus que vai fazer o sobrenatural em meio a nossa vida natural porque não fomos chamados para viver apenas o que podemos fazer. Deus não entra na nossa história para fazer por nós o que podemos fazer (estudar, nos preparar, marchar, lutar, trabalhar, guerrear…), mas haverá momentos onde nossa força, capacidade, estratégia, inteligência e experiência não nos levarão a lugar algum. E Deus precisará entrar na história para que o impossível aconteça (Êxodo 7:8-13).

Você tem história de milagres para contar?

PERGUNTA DA SEMANA

O que você acredita que pode mudar ou acontecer, a partir de sua família, ao viver estes 3 pontos?

APLICAÇÃO PARA A VIDA

Que nossa família possa ser conhecida por essas 3 coisas que revelam que Deus está entre nós e em nós:

– Instrução – valores que produzem vida

– Provisão – para nós e para repartir

– Milagres – Deus agindo no nosso natural de forma sobrenatural

OS ESBOÇOS E VIDEOS DAS MENSAGENS DA SÉRIE MEMORIAL

ESTÃO DISPONÍVEIS EM NOSSO SITE E CANAIS DIGITAIS:

http://www.igrejabatista.org.br/recursos

facebook.com/igrejabatista.montserrat

youtube.com/ibmsvideo