A IGREJA QUE QUEREMOS SER | Pr Tércio | 27.05.18

A IGREJA QUE QUEREMOS SER
(Mensagem ministrada pelo Pr Tércio em 27/05/18)
Atos 2:40-47

Tal como nos dias da igreja primitiva, a cultura de nossa sociedade tem valores corrompidos e uma cultura egoísta, individualista, separatista. Mas um evento marcou a mudança: a descida do Espírito Santo. Quando a igreja é tomada pela glória de Deus e pelo domínio do Espírito, ela não apenas é transformada, como ela muda uma sociedade, transformando todo um sistema estabelecido (social, emocional, cultural, espiritual), pela submissão ao Espírito Santo. Vamos percebe a transformação que acontece naquela cultura pela intervenção do Espírito Santo e submissão da igreja. Mas antes…

O QUE É IGREJA? É a retomada em Jesus do propósito eterno de Deus para a raça humana.
(Gl 3:28 / Ef 3:14 / Gn 12:3 / At 2:17 / 1 Co 12:12). Ser da fé em Cristo, é ser Igreja, não tem como separar! Não é possível estar em Cristo e não estar conectado ao corpo de Cristo. Em grego, a palavra EKKLESIA (assembléia, reunião, grupo de pessoas) aparece 114 vezes no NT, referindo-se ào ajuntamento dos primeiros cristãos. Destas, 95 vezes a referência é sobre uma comunidade cristã local.

O NT também nos apresenta dois tipos de igreja. A Igreja de Jesus – que é um encontro – um evento que acontece e se dissolve, que não precisa de prédio, que funciona em qualquer dia e em qualquer lugar. O outro tipo é a igreja organizada (dos Apóstolos), que tem missão, encontros, liderança, princípio de autoridade e código de ética. E principalmente, funciona pelos carisma do Espírito Santo, com diversidade de dons, de ministérios e ações, com uma identidade, compromisso de trabalho com a comunidade, compromisso ético e financeiro (prestação de contas), onde eu sirvo e tenho prazer em fazer parte com minha família e onde eu tenho compromisso de envolvimento.

Devemos fazer parte das duas. Não tem como ficar apenas em uma. Não podemos confundir a estrutura com a comunidade mas, acima de tudo, misture sua vida com a vida da comunidade. Tenha relacionamentos, não viva sem compromisso, tenha responsabilidades com a comunidade.

QUE IGREJA É ESSA?
(At 2:47) Uma igreja que cresce. Não apenas em número. Crescia porque era cheia do Espírito Santo. Quem não cresce está morto! Tem gente chegando, gente que é atraída por alguma coisa. Uma igreja simpática,  um lugar que o povo gosta de estar. Uma igreja em movimento, com coisas acontecendo, com gente de tudo que é jeito.

Que valores atraíram multidões? Por quê ela fez tanta diferença naquela sociedade?

  1. UM NOVO ENSINO/MESTRE PARA A VIDA
    Uma nova cultura de valores.

Eles se dedicavam ao ensino dos apóstolos e à comunhão, ao partir do pão e às orações. (At 2:42)

Todos os dias continuavam a reunir-se no pátio do templo. (At 2:46)

Medite em Efésios 4:25-32 e Tito 2:1-10 diga qual a novidade de pensamentos, rumos e motivação você consegue perceber nestes textos, de uma igreja que estava aprendendo a ter a mente de Cristo.

  1. UM NOVO JEITO DE SE RELACIONAR COM O DINHEIRO
    Eles se dedicavam ao partir do pão. (At 2:42)

Vendendo suas propriedades e bens, distribuíam a cada um conforme a sua necessidade. (At 2:45)

A igreja estava servindo, repartindo, se importando. O dinheiro (posses) era usado para amar pessoas.
Por quê? Porque agora o Espírito Governa. Deus é Rei e tudo é Dele para repartir.

Prosperidade: é ter todos os recursos necessários para AMAR quem Deus colocou ao meu lado para AMAR.

Qual tem sido minha postura e atitude de acordo com 1 Timóteo 6:18,19?

  1. UM NOVO PADRÃO DE RELACIONAMENTOS
    Eles se dedicavam à comunhão. (At 2:42)
    Os que criam mantinham-se unidos e tinham tudo em comum. (At 2:44)
    Partiam o pão em casa e juntos participavam das refeições, com alegria e sinceridade de coração (At 2:46)

A oração de Jesus em João 17:20-25 foi para que fossem um. Agora o Espírito Santo os conduz a isso.
Uma cultura de unidade, de comunhão. Mantinham-se unidos. Valores de intimidade, família, verdade, transparência.

Leia Efésios 5:29-32 e perceba o modelo de união de Cristo com Sua Igreja.

4. UMA NOVA FONTE DE PODER
Eles se dedicavam às orações. (Atos 2:42) …louvando a Deus (Atos 2:47)

Não mais a cultura da força do braço, do eu, mas a cultura da dependência, da busca a Deus e confiança Nele. Uma vida de oração, louvor, de busca pela intimidade com Deus e ações de poder.

Como você relaciona Atos 3:6 e João 15:5?

SIMPLIFIQUE | De levado pela corrente a focado | Pr Tércio | 20.05.18

DE LEVADO PELA CORRENTE A FOCADO
Reivindicando o chamado de Deus sobre a sua vida
(Mensagem ministrada pelo Pr Tércio em 20/05/18)

“A Tua Palavra é lâmpada que ilumina os meus passos e luz que clareia o meu caminho” Sl 119.115

São inúmeros o momentos da nossa vida onde entramos numa escuridão onde sequer conseguimos ver um palmo diante de nós e, neste momento, ficamos quase sempre paralisados ou numa honesta sensação de que podemos perder o rumo se decidirmos invadir aquela escuridão. O que fazer nestes momentos, quando as circunstâncias nos jogam de um lado para o outro como se fosse uma grande tempestade, ou nos paralisam como se estivéssemos mergulhando em uma grande treva?

Todos sabemos que não existe nenhum mandamento bíblico para utilizarmos um versículo para uma vida toda, mas versículos podem nos manter o foco em determinados momentos da nossa história ou para uma vida simplificada. Aqui estão alguns que foram ferramentas poderosas que já nos salvaram em muitos momentos difíceis:


Provérbios 3:3-8 / Provérbios 16:3 / Filipenses 1:21 / Provérbios 24:10 / Provérbios 30:7-9 / Isaias 41:13 /  Jeremias 12:5 / Jeremias 29:11-13 / Isaías 55:12-13

Quero te encorajar a ir para a Bíblia e pedir a Deus versículos, ainda que seja um, mas que você possa memorizá-lo e apoiar-se nele para atravessar épocas difíceis da sua vida.

Algumas características para a escolha do versículo para a sua vida.

1) UM VERSÍCULO PARA A VIDA É COMO UM PONTO DE LUZ NA ESCURIDÃO DA VIDA

Ele esclarece o que é mais importante nos momentos de escuridão da vida. Ele se torna como uma grande lanterna, que rompe as trevas de forma poderosa e esclarecedora, servindo como farol para nos orientar de volta à missão e visão de Deus para minha vida.

São muitas coisas boas que você pode optar fazer com a sua vida única e exclusiva. Todavia elas podem me  distrair da melhor coisa para a qual Deus me chamou. Na condição de seguidor de Jesus, Deus me confiou uma missão neste mundo, para o qual Ele me capacitou de modo singular; uma missão pessoal e exclusiva. O seu versículo refletirá a orientação particular de Deus para a sua vida. Qual a minha missão?

Quando você se perde na vida, tudo fica escuro e vem as dúvidas e o medo, o seu versículo refocaliza você, sua missão e seu propósito no mundo, deixando claro ONDE os seus esforços devem ser aplicados. Ele nos chama de volta para a verdade simples do que Deus planejou para nossas vidas.

2) UM VERSÍCULO PARA VIDA CLAREIA PARA QUEM EU FAÇO O QUE FAÇO
Sou filho amado de Deus, mas a vida não gira em torno de mim. Deus não vive para mim, nem para me satisfazer ou ainda para me servir e dar Glória ao meu nome. Deus não divide a Sua glória com ninguém.

“E isso será para glória do meu nome, como sinal eterno que nunca se apagará.” Is.55:13

Só o que é feito para a Glória de Deus não será destruído, se eternizará. Devemos viver para Ele, para servi-Lo, para satisfazê-Lo, para honrá-Lo, para levantar o nome Dele.

Em Provérbios 3:3-8 leio que devo __ __ __ __ __ __ __ no Senhor completamente.
Em Provérbios 16:3 percebo que Deus deseja me abençoar, tornar minha vida bem sucedida, me favorecer. Mas isso é o resultado natural de uma vida que decide viver para Ele, consagrar a vida, os sonhos, os planos, reconhecê-Lo nos seus caminhos, ser humilde, confiar Nele e não em si mesmo…

Deus é bondoso, amoroso, generoso, supridor e poderoso. Sim! Mas Ele também é santo, justo e reto.

Será que quando Deus não faz o que eu quero, esse Deus já não me serve?

Jesus disse: “No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo. Eu venci o mundo.” João 16:33. Mas lembre, TUDO é para a Glória de Deus. 1 Coríntios 10:31

O versículo para a minha vida me lembra PARA QUEM eu me esforço, PARA QUEM eu faço, POR QUEM eu me aplico. Mesmo que ninguém perceba, o versículo para a minha vida me lembra que o meu esforço não foi em vão, porque foi PARA Ele.

O que tenho buscado? Me acho um louco por entregar meus esforços, minha vida única e exclusiva para, por fim, Deus receber toda a Glória?

3) UM VERSÍCULO PARA A VIDA TRAZ CONFORTO E FOCO
Muitos foram os momentos difíceis que passamos. Já pensamos em desistir muitas vezes. Já fomos tentados a deixar tudo. Outros momentos, ao longo desses quase 18 anos, pensamos que não teríamos força alguma para prosseguir. Outras vezes nos sentimos sozinhos, ainda que rodeados de pessoas…. até abatidos e tristes de alma.

O fato de você estar no centro da vontade de Deus não impede de viver escuridões, desertos, vales, tempestades. (Filipenses 1:21 / Provérbios 24:10 / Isaías 41:13 / 1 Pedro 2:19-23 / Jeremias 12:5)/

Mas Deus renova, refocaliza, abastece, empodera e traz CONFORTO! Esses trechos da Bíblia fazem parte da nossa história e nos trouxeram e ainda nos trazem conforto, ânimo, foco, entusiasmo! (Deus dentro)

Saiba: todos vamos nos embaraçar nesta vida porque estamos num mundo caído, de pecado e dores. Por isso, precisamos simplificar nossa vida e a Palavra de Deus nos ajuda a definir PARA QUE e PARA QUEM vivemos e como podemos enfrentar cada situação.

Seja qual for sua situação, busque a Palavra. Ela trará direção, conselho, conforto, força, paz, sua missão, propósito. Sua vida e seu futuro podem ser mudados pela Palavra de Deus.

“Porque desde criança você conhece as Sagradas Letras, que são capazes de torná-lo sábio para a salvação mediante a fé em Cristo Jesus. Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça, para que o homem de Deus seja apto e plenamente preparado para toda boa obra.” 2 Timóteo 3:15-17

SIMPLIFIQUE | De ferido a restaurado | Pr Ralf | 13.05.18

DE FERIDO A RESTAURADO
Abrindo espaço para o perdão
(Mensagem ministrada pelo Pr Ralf em 13/05/18)

Não é possível viver neste mundo muito tempo sem sofrer injustiças. E para vivermos uma vida simplificada, precisamos decidir (é uma decisão!) como lidar com as ofensas e injustiças que sofremos ao longo do percurso. Subestimar estas fissuras nos relacionamentos, por menor que sejam, nos leva a pagar um preço desnecessário. Resolver, mesmo a custo um esforço considerável, sempre valerá a pena se avaliarmos do ponto de vista do “custo-beneficio” e do resultado ao longo prazo. Não se pode ter uma vida simplificada sem cuidar dos relacionamentos rompidos.

Ao nos aproximarmos do tema perdão, precisamos lançar um importante é insubstituível alicerce que está baseado naquilo que foi ministrado à nós através da cruz do calvário. Lidar com ofensas e, em consequência o lidar com o perdão, está intimamente ligado com o próprio ser de Deus e o seu caráter. Jesus, quando pendurado na cruz, depois de ter sido traído, abandonado, maltratado, espancado, desprezado, cuspido, xingado e ter experimentado toda fúria humana reforçada por demônios, quando ele morreu a nossa morte para termos a sua vida e ele levou sobre si as nossas dores e levou sobre si o castigo que nos trouxe a paz… e enquanto sofria tudo isso, ele proferiu uma oração: “Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que estão fazendo”. Em Romanos 5:8 diz: “Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores”. Esta é a base libertadora de uma vida de liberdade e simplificada.

Vamos explorar vários tipos, ou níveis, de ofensas ou injustiças que podemos sofrer e como lidar com cada forma para vivermos livre da armadilha das ofensas.

[Mesmo assim, não queremos colocar ninguém e nenhuma situação em ”caixinhas”. É irritante demais quando percebemos que pessoas tentam colocar as nossas situações em padrões psicológicos, de comportamento ou temperamentos. Somos indivíduos e em tudo devemos ser guiados pelo Espírito de Deus!]

Categoria 1: Ofensas menores
Neste tipo de ofensa trata-se na maioria das vezes, de no máximo um menosprezo. Só que o lado ofendido perdeu o contato com a realidade e a capacidade de enxergar a questão do ponto de vista do outro. Com isso ela assume o modo “coitadinho de mim”. Na minha avaliação é uma questão de desenvolvimento humano e amadurecimento.

Às vezes precisamos ajudar a pessoa reencontrar o chão da realidade e perguntar: “Mesmo!? Com todo lixo que acontece no mundo, é com isso que você se preocupa? Isso é brincadeira de criança. Ajuste a sua perspectiva ao analisar o problema, meu amigo!”

Quando escorrego e ajo como um tolo, respiro fundo e recito uma versão modificada da oração de Jesus na cruz: “Pai, perdoa-me, pois não sei o que faço. Perdi a perspectiva. Distanciei-me do teu histórico de graça e amor. Perdi de vista o fato de ser filho redimido e querido do Deus altíssimo. Tenho o Espírito Santo na minha vida. Sou abençoado além da conta. Tenho dons espirituais. Tenho uma igreja maravilhosa. Uma família que é um milagre Teu. Boa saúde. Um futuro e o céu a minha espera. No entanto, estou tropeçando em pequenos aborrecimentos e ficando zangado com isso? Mesmo!? Pai, perdoa-me, pois não sei o que estou fazendo!”

Simplifique a vida dando passagem livre para ofensas de categoria 1. Se torne resistente a elas para que as pequenas injustiças da vida percam o poder de roubar o seu tempo e a sua energia emocionais!

Cresça e amadureça. Não se deixe mais irritar tão facilmente, é brincadeira de criança.

Categoria 2: Feridas legítimas
Os danos aqui são mais complexos. Eles levam a feridas legítimas e exigem decisão e cura. É algo que realmente deixou marcas feridas que precisam ser tratadas. Quando encontro pessoas que sofreram feridas legítimas ofereço conforto da melhor forma que posso e em seguida oramos pelo problema. Porém surge uma pergunta: “O que faço agora? A outra parte agiu errada comigo. Sou a parte inocente. Deveria ser feita alguma espécie de justiça, certo?” Esta forma de pensar está baseado no conceito do Antigo Testamento de “olho por olho, dente por dente” – o problema com este modo de pensar é que ela não proporciona a satisfação profunda que a pessoa imagina ou espera obter. A justiça não produz a paz e a cura que almejamos.

Uma busca por vingança não leva a uma vida simplificada. Como verdadeiros cristãos só temos uma estrada a percorrer. Não é um processo simples e não será fácil, porém será recompensador. Não sugiro aqui respostas simplistas para perguntas e situações complexas. Porém a verdade é que, no tempo de Deus, o perdão é a única porta para a cura e a liberdade.

Em algum momento você terá que fazer o Jesus fez quando foi maltratado: “Pai, perdoa-lhes, pois
não sabem o que estão fazendo.”

Passos práticos baseados em Mateus 18:
1. Vá / 2. Vá sozinho / 3. Vá restabelecer o relacionamento / 4. Vá agora / 5. Vá em paz

Resolva. Através da revelação do perdão recebido da parte de Deus somos capazes de perdoar também. Perdoar = perder e doar (abrir mão). O maior beneficiado será você!

Categoria 3: Injustiças arrasadoras
Existem momentos trágicos que mudam a nossa vida para sempre. O que falar para os pais que, por causa de um celular que é trocado numa boca de fumo e trocado por uma mixaria, perderam seu filho? Como aconselhar uma jovem que, em vez de encontrar proteção e amor em sua casa, foi objeto de satisfação própria de um pai? Existem estas histórias inacreditáveis, inimagináveis. Às vezes as ouvimos e elas arrasam o nosso coração só em escutar o relato. Eu fico pensativos para baixo por dias. Se isso acontece comigo como mero ouvinte, imagine as marcas profundas que não deixou na vida do outro?

Repito o que falei no início: Somente através de uma revelação da parte de Deus podemos nos aproximar deste tema do perdão. Trata se de algo sobrenatural! O meu sincero conselho é que você decida se livrar, por mais que isso pareça impossível e dolorido demais. O nosso Deus é o Deus do impossível e o prêmio vai ser a SUA liberdade.

Este caminho para o perdão e a cura de “injustiças arrasadoras” é mais longo e envolve uma decisão, o agir sobrenatural do Espírito Santo e um acompanhamento de uma pessoa que lhe possa ajudar e guiar neste processo. Não abra mão do seu direito de ser livre! Você recebeu o poder de se chamar filho de Deus (João 1:12)

Seja forte e corajoso e pega este caminho que o levará a liberdade.
Talvez leve meses ou anos, mas a recompensa será a liberdade!

Que a alegria no Senhor passe ser a nossa força e que possamos encontrar o caminho da vida simplificada!

SIMPLIFIQUE | De ansioso a tranquilo | Pr Ranulfo | 06.05.18

DE ANSIOSO A TRANQUILO
Vencendo os seus temores
(Mensagem ministrada pelo Pr Ranulfo em 06/05/18)
João 14:27

A missão de Jesus passou por promover no coração dos discípulos a verdade de quem eles eram EM Deus. Ele fez vários convites para desfrutarmos de uma vida plena e abundante, repleta de paz. E um dos desejos do Criador é que sejamos livres dos nossos medos, tomados pela paz que excede todo o entendimento, simplesmente por estar em Sua presença.

Quais as razões de minha inquietação?

ANSIEDADE (Mateus 6:34) O nosso coração é inquieto em relação a vida… quanto ao que vamos comer, beber e vestir, sobre o futuro, as finanças, os filhos, a manutenção do emprego, a cura da enfermidade, o casamento… Alguns estudiosos afirmam que 90% das preocupações que consomem a nossa mente são de coisas que NUNCA vão acontecer. A chave que precisamos “virar” dentro de nós, todos os dias, não é sobre o que pode ou não acontecer, mas em QUEM eu confio. (muitas vezes nossa ansiedade é fruto da falta de vida de oração)

Como entendo Filipenses 4:6? Qual a minha parte?

O segredo da vida plena com Deus não está nas estratégias que planejamos, mas na capacidade que vem do alto para nos direcionar à vontade do Pai. O problema então não está no amanhã, mas sim de como vivo o hoje. Onde está a minha confiança?

A vida não é simplificada porque estamos sempre tentando controlar pessoas e situações.
Este é um sinal de que o governo do Espírito Santo não é pleno em mim e denuncia meu pecado de tentar ser Deus. Entregar o controle não é fácil, mas ao tentar ser Deus, não desfruto do privilégio de ser filho.

Será que tenho perdido a beleza do hoje, permitindo minha mente se pré-ocupar com o amanhã – que nem sei se ou o que irá acontecer?

MEDO (DESTRUTIVO) A Palavra de Deus denuncia que o medo é um inimigo que tenta dominar o nosso coração. Todos temos medos que estão escondidos e temos inclusive a habilidade de mascará-los. Primeiro porque não queremos enfrentá-los e segundo pela exposição ao ridículo – o que vão pensar de mim?

Quais meus maiores medos e o que me faz pequeno diante deles?

O medo é um dos empecilhos para se viver a vida plena; se desejamos uma vida simplificada, devemos denunciar nossos medos. O medo destrutivo sempre vem com uma mentira embutida (João 8:44).

MEDO CONSTRUTIVO (2 Timóteo 1:7) Ao identificar e colocar o medo no seu devido lugar, percebemos que existem medos que nos ajudam a estar preparados para os desafios e responsabilidades da vida, nos advertindo dos perigos físicos e espirituais. Como o respeito aos limites estabelecidos pelo próprio Deus – lembrando que este é um gesto de amor e cuidado de um Pai que ama seus filhos.

Você se sente amado e cuidado por Deus? (Jeremias 29:11)

ENFRENTE SEUS MEDOS
Winston Churchill (Primeiro Ministro da Inglaterra) em plena Segunda Guerra Mundial disse: “Jamais devemos dar as costas ao perigo para tentar fugir dele, pois agindo assim, dobra-se o risco. Enfrentá-lo de pronto e sem vacilo no entanto, é reduzi-lo à metade.” A cada confronto que fazemos com nossos medos, mais força, coragem e confiança recebemos do Espírito Santo.

Quais os medos que o Espírito Santo está te dizendo para encarar de frente? (Isaías 43:1)