23 Tiago | AGRADÁVEL A TI | Cris Devincenzi

APLICAÇÕES PRÁTICAS PARA A VIDA – Estudos na Epístola de TIAGO
Semana 04 – Enquanto o mundo usa palavras para incendiar,
o povo de Deus usa palavras para edificar.

23) AGRADÁVEL A TI
por Cris Devincenzi, em 25 de maio de 2020

“Que as palavras da minha boca e a meditação do meu coração sejam agradáveis a ti, Senhor, minha Rocha e meu Resgatador!” (Salmos 19:14)

Todos nascemos sem o conhecimento e as habilidades da fala. Isso é um fato. Então o bebê cresce e ali por volta de um ano já articula pelo menos quatro palavras. Aos 2 anos já consegue formar uma frase com duas ou três palavras, tendo um vocabulário de cerca de 50 palavras, que aumenta para 200 palavras aos 3 anos de idade.

O mais incrível é que a maturidade dos pensamentos avança infinitamente mais rápido que a maturidade da fala. Hoje já sabemos que quando a criança fala aquela frase de 4 palavras, provavelmente ela tem um texto completo em sua mente, mas sua habilidade de expressão ainda não a deixa falar tudo o que pensa.

Depois chega a fase em que às vezes rimos e por vezes até tememos o que vai sair, pois a criança já tem completas habilidades de expressão por meio da fala, porém ainda não adquiriu o senso de pudor, que é adquirido entre os 6-10 anos de idade, que lhe traz maturidade e discernimento para entender quando falar ou não alguma coisa conforme o local e a pessoa.

Engraçado que crescemos e nossos pensamentos continuam muito à frente de nossa capacidade de expressão e nosso senso de saber o que falar e quando falar nem sempre está alinhado com o ideal.

Mas… o que é o ideal? Quais são os seus padrões? De onde você tira suas referências?
Voltamos à máxima de que tudo começa nos nossos pensamentos e termina no que fazemos com eles. Deus nos alerta que as palavras que falamos refletem o que tem habitado nossos pensamentos (Mateus 12:34). Sabe por que isso? Porque a língua é apenas uma estrutura com revestimento muscular e sem o córtex cerebral, ou seja, sem os pensamentos, ela nada falaria. Então aquilo que você fala é aquilo que você pensa.

Diariamente temos que ser transformados pelo renovar da nossa mente para não sermos um molde do mundo, mas pensarmos e consequentemente falarmos conforme a vontade de Deus, que é boa, perfeita e agradável. (Romanos 12:2)

Suas palavras e o meditar do seu coração tem sido agradáveis a Deus? Com o que você tem nutrido os seus pensamentos? Tem ouvido músicas, assistido ou lido informações que transformam seus pensamentos e se refletem no seu falar?

Você já pensou que aquilo que você fala, seja para seus filhos, para seu cônjuge, para o guarda do estacionamento, ou para seus pais, tem poder de trazer vida ou morte?

Não podemos (ou não deveríamos) mais ser como aquelas crianças que ainda não possuem o senso de pudor e falam o que querem quando querem. Precisamos crescer!

As palavras doem, machucam e ferem. As palavras distorcem, mentem, inventam. As palavras causam discórdia, animosidade e dúvida…
…mas as palavras também podem trazer segurança, apoio, tranquilidade, paz e verdade.

Que possamos, você e eu, construir com nossas palavras. Que as palavras das nossas bocas sejam primeiramente agradáveis a Deus e tragam cura para os que estão ao nosso redor. Que compreendamos e aceitemos o privilégio e a responsabilidade que temos de cooperar com Deus na construção de virtudes na vida daqueles que nos ouvirem, abençoando-os (Efésios 4:29).

Nunca se esqueça que você pode ser a única imagem viva de Cristo que alguém poderá conhecer. Como Jesus falaria com essa pessoa? Quais seriam suas palavras?

Música sugerida: Salmo 19 (Karol Stahr e Patricia Rezende)
https://www.youtube.com/watch?v=u0Mvs9C3UDk

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s