Móbile #11 | Mauro e Adri | 18.09.20

Cachorro Vira-lata ou Gato de Raça?

“Então disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança” (Gn 1:26a, NVI).

Fomos criados à imagem e semelhança de Deus e, portanto, somos seres relacionais! No texto, o verbo “façamos” denota mais de uma pessoa, revela a Trindade em relacionamento. Essa capacidade relacional também é um atributo divino presente em nós e nossos relacionamentos afetam o coração e as emoções, outros atributos dados por Deus.

Nossos relacionamentos são edificados ou destruídos através de ações e palavras. Tanto as ações como as palavras decorrem dos desígnios que nascem em nosso coração (Mt 15:19), pois a boca fala aquilo do que está cheio o coração (Lc 6:45). Se nosso coração estiver consagrado, essa consagração flui em palavras e atos, que manifestam a presença ou ausência desta água viva, e o primeiro lugar a ser regado será nossa família.

Predominam dois agentes de erosão em nosso coração relativos aos relacionamentos: a culpa e a raiva ou mágoa. Quando nos sentimos culpados, nos sentimos em dívida com o outro e quando sentimos que o outro é que nos deve, sentimos raiva, mágoa ou ressentimento. Com esses sentimentos, renunciamos a presença de Deus em nosso coração. Por nossos pecados Ele foi sentenciado, pois não havia Nele pecado algum. E foi sentenciado para liberar perdão sobre nós. Se não recebemos Sua obra substitutiva, permanecemos culpados; e se não perdoamos, não permitimos que Seu perdão flua através de nós e também nos tornamos estéreis.

Estas verdades ficam muito flagrantes quando ousamos refletir sinceramente sobre nossa espiritualidade. Não pense sobre seus relacionamentos profissionais ou sociais, até mesmo na igreja. Faça a análise na origem: como tenho me relacionado com Deus e como tenho me relacionado com meus próximos mais próximos, a minha família?

Refletindo sobre este devocional, minha esposa, Adriana, chamou minha atenção para uma ilustração com que se deparou, de que nós deveríamos ser como cães vira-latas em nosso relacionamento com Deus. Como assim? Não sou cão e muito menos vira-lata ou SRD (sem raça definida) como colocou o veterinário, quando, ainda criança, levei Bidu (meu primeiro vira-lata) à clínica veterinária.

Você já observou a “festa” que um vira-lata faz quando seu dono chega? Independentemente de estar cansado, com fome, sede, ou até enfermo, seja qual for a circunstância que o aflija, ele festejará a presença de seu dono. Já os gatos parecem mais senhores de si, alguns festejam a chegada do dono, mas normalmente mantêm uma postura mais recatada e autossuficiente.

Nosso “Dono” habita em nós. Mesmo quando não sentimos que está conosco, Ele está, porque disse que estaria! Temos sido vira-latas festejando a presença do dono ou aquele tipo de gato com olhar indiferente ou distante, que tem atitude presunçosa e confiante em si mesmo?

Para concluir, gostaria que pensasse bem sobre a possibilidade de fazer, sinceramente, a seguinte oração:

“Deus, eu te peço que a partir de hoje, tu me trates como eu tenho tratado meu próximo: meu cônjuge, meus filhos, meus irmãos, meus familiares, meus colegas de trabalho; com o mesmo olhar de amor com que eu os olho e a mesma benevolência, paciência, longanimidade, fidelidade, compreensão e misericórdia. E quando esgotares a porção de minha pequena misericórdia, me castigues e repreendas com os mesmos critérios que eu usaria para com eles”.

Percebemos que necessitamos nos tornar mais conscientes de Sua eterna presença e festejá-la em tudo que fizermos, para que todos percebam que o “Dono” está em nossa casa.

Mauro e Adriana Gamboa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s