Móbile #17 | Shane e Michele | 27.09.20

Satanás Treme Quando Oramos

      “Satanás só teme a oração. Sua única preocupação é impedir os santos de orar. Ele não teme nada de estudos sem oração, trabalho sem oração, religião sem oração. Ele ri de nosso trabalho, zomba de nossa sabedoria, mas treme quando oramos.”  Samuel Chadwick

      Enfrentei a primeira batalha de confronto espiritual cinco anos após minha consagração, quando todos esperavam de mim autoridade espiritual para uma resolução do problema. Naquela semana, uma tempestade havia destruído parte do telhado do nosso prédio, o que resultou em uma inundação. Além disso, o marido de uma das nossas líderes ficou desaparecido por três dias e foi encontrado agindo e falando de forma estranha.

      Marcamos nossa primeira vigília para as 20 h. Vigílias e jejum não faziam parte da minha cultura cristã de origem e, sem estes dois hábitos indispensáveis para a vitória no mundo espiritual, estávamos plantando uma igreja em um bairro com muitas casas de religião de matriz africana, terreiros de umbanda e candomblé.

      Às 15 h me chamaram na casa do homem que havia desaparecido, pois ele estava em transe, murmurando agressões e relatando que via seu irmão falecido no canto da sala. A família sugeriu chamar uma ambulância para sedá-lo. Em minha fragilidade espiritual, confesso que, por um breve momento, até considerei esta opção, com temor de ser envergonhado pelos demônios, a exemplo dos filhos de Ceva, conforme relatado em At 19:15, NVI: “Um dia, o espírito maligno lhes respondeu: “Jesus, eu conheço, Paulo, eu sei quem é; mas vocês, quem são? ”

      A batalha durou quase três horas, culminando num final milagroso. Ele sentou-se curvado no sofá, os braços torcidos atrás das costas, saliva e coriza fluindo de um rosto contorcido em um sorriso macabro. Enquanto orávamos, num momento de clareza mental, chorando, ele clamou o nome de Jesus na seguinte oração: “Jesus, perdoe-me. Entre em mim. Jesus, salve-me!” A libertação foi instantânea. Seus braços deslizaram para frente, sua cabeça ergueu-se, seu sorriso e sua voz voltaram ao natural e ele falou: “Tem algo para comer? Estou com fome.”

      Naquele tempo, eu vivia uma montanha russa espiritual. Minha autoridade era marcada por frequentes quedas e arrependimentos na área da pornografia. Durante a intervenção, ele se inclinou perto do meu rosto e, sussurrando com uma voz alterada, seu rosto contorcido naquele sorriso agressivo, disse: “Eu sei quem você é, você é Shane, Shane.”

      Não apenas existem demônios (espíritos imundos e rebeldes) como eles também nos conhecem, sabem das nossas fragilidades e querem nos destruir. Daquele dia em diante, minha vida de oração mudou e continua crescendo vinte anos depois. Quando acordo para a realidade do mundo espiritual eu me consagro, meu orgulho é vencido e minha necessidade de intimidade com Jesus se evidencia.

      A sensação que tive foi a mesma de alguém que teve a carteira e celular roubados por criminosos perigosos, que agora sabem quem é minha família e onde moro. Um inimigo de quem não consigo me esconder. A paranoia é imediata e só superada pela igual certeza de que Deus também sabe meu nome, meu endereço, minhas fragilidades e me convida para buscar amparo Nele.

      Precisamos estar atentos. Quem crê na Bíblia, sabe que acordamos todos os dias em um campo de batalha espiritual com repercussões eternas. Quem ainda não possui essa fé vive igualmente exposto, mas sem o consolo da proteção prometida em 1 Jo 4:4, NVI: “Filhinhos, vocês são de Deus e os venceram, porque aquele que está em vocês é maior do que aquele que está no mundo”.

      Amado, o Espírito de Deus e a igreja de Jesus te convidam para conhecer essa paz, orando também assim: “Jesus, perdoe-me. Entre em mim. Jesus, salve-me!”.

Shane e Michele

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s